Senado aprova juiz trabalhista para o CNJ

Olsson foi indicado na cota destinada ao Tribunal Superior do Trabalho.

O Plenário do Senado aprovou nesta quarta-feira (6) a indicação do juiz trabalhista Giovanni Olsson para um assento no Conselho Nacional de Justiça (CNJ). O ofício com a sua indicação é o OFS 3/2022. Ele teve 55 votos favoráveis e nenhum contrário, e houve uma abstenção.

Um dia antes, na terça-feira (5), Olsson teve seu nome aprovado pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) do Senado, onde ele foi sabatinado.

Olsson foi indicado na cota destinada ao Tribunal Superior do Trabalho (TST). Está na magistratura desde 1996 e atualmente é juiz do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) em Chapecó (SC).

O Conselho Nacional de Justiça é o órgão fiscalizador do Poder Judiciário. É composto por 15 membros com mandato de dois anos (sendo permitida uma recondução). Os membros são escolhidos entre juízes, desembargadores, procuradores, advogados e cidadãos com notório saber jurídico. O CNJ é presidido pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF).

A indicação de Giovanni Olsson teve como relator o senador Marcelo Castro (MDB-PI).

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Publicado em 7 de abril de 2022

Perguntas Relacionadas

Confira as vantagens

Cadastrados no Portal Justiça podem ter seu perfil profissional. Com um endereço exclusivo jurista.me/seunome. Seu perfil servirá para você ser encontrado por possíveis clientes através do Portal Justiça. Nele é possível informar suas áreas de atuação, mostrar sua trajetória, adicionar informações de contato e muita coisa ainda está por vir!

Para quem não é jurista, pode retirar suas dúvidas com os juristas do Portal Justiça na seção de perguntas.

Além disso, juristas terão acesso a notificações em Diários da Justiça sem nenhum custo. Para mais informações clique aqui

Temos muitas novidades ainda por vir, cadastre-se para receber notificações dos nossos lançamentos.

Abaixo um exemplo de como pode ficar seu perfil profissional no portal justiça:

Clique aqui para fazer o seu cadastro