24

Desacordo Comercial - Cheque

0

Eu recebi  de terceiro um cheque em que no primeiro depósito, "voltou" por motivo 11 (cheque sem fundos), posteriormente, o depositei novamente e o motivo pelo qual "voltou" foi o 21, com a alegação de desacordo comercial. O que fazer? E quais as hipóteses em que essa alegação é válida? 

adicionar um comentário

1 Resposta

22
0

A alegação de desacordo comercial não é razoável, já que o cheque foi devolvido pela primeira vez pela alínea "11", pela ausência de fundos. Contudo, por cautela, já que o cheque é oriundo de uma terceira pessoa, entendo que o melhor para você seria buscar o ressarcimento do terceiro que lhe passou o cheque.

Caso seja difícil a localização desse terceiro, você deve ajuizar uma ação de execução, em face do emitente, podendo chamar o terceiro que lhe passou o cheque como litisconsorte passivo, tendo em vista a devolução do cheque pela ausência de fundos.

A prova da alegação de que houve um desacordo comercial será ônus e responsabilidade do emitente do cheque, daí só na justiça você poderá resolver o problema.

Antes de ajuizara a Ação de Execução você poderá entrar em contato com o emitente do cheque, caso o telefone dele esteja no verso do cheque, ou você consiga no banco no qual o emitente possui a conta corrente, para tentar resolver o problema amigavelmente.

    7 meses atrás
    adicionar um comentário
    24

    Como responder uma pergunta

    • Não utilize o campo de resposta para retirar dúvidas quanto a perguntas ou fazer alguma observação, caso precise, adicione um comentário à pergunta ou a outras respostas.
    • Tente ser o mais claro possível e detalhe bem sua resposta.
    • Não coloque dados ou pessoais ou material impróprio.
    • No editor de Conteúdo, selecione o texto para adicionar negrito, itálico, sublinhado, criar uma lista, etc.

    Sua Resposta

    Confira as vantagens

    Juristas cadastrados no Portal Justiça podem ter seu perfil profissional. Com um endereço exclusivo jurista.me/seunome. Seu perfil servirá para você ser encontrado por possíveis clientes através do Portal Justiça. Nele é possível informar suas áreas de atuação, mostrar sua trajetória, adicionar informações de contato e muita coisa ainda está por vir!

    Além disso, juristas terão acesso a notificações em Diáros da Justiça sem nenhum custo. Para mais informações clique aqui

    Temos muitas novidades ainda por vir, cadastre-se para receber notificações dos nossos lançamentos.

    Abaixo um exemplo de como pode ficar seu perfil profissional no portal justiça:

    Clique aqui para fazer o seu cadastro