ENM discute diretrizes para 2019

A coordenadora da ENM Michelline Jatobá falou da importância dos cursos para seu estado de origem.

A diretoria e coordenadorias setoriais da Escola Nacional da Magistratura (ENM), da AMB, reuniram-se, nesta segunda-feira (05), na sede da Associação, em Brasília, para discutir e aprovar as alterações inseridas na resolução, que trata da seleção de associados para os cursos realizados no exterior, especialmente mestrado e doutorado.  Também foram discutidos e selecionados os cursos que vão integrar o manual de 2019.

De acordo com o diretor-presidente da ENM, Sérgio Ricardo de Souza, foi um debate bastante produtivo, onde foram aprovados os cursos para o manual do próximo ano, bem como as modalidades. “Primeira modalidade é o curso realizado pela própria Escola em Brasília ou outros estados, mediante parcerias; ou cursos realizados pelas escolas locais em parceria com a ENM, que recebe vagas e as oferece aos juízes de todo o Brasil.”  A perspectiva é que o manual seja disponibilizado para os magistrados ainda este ano.

A coordenadora da ENM Michelline Jatobá falou da importância dos cursos para seu estado de origem. “Definimos o calendário anual de cursos oferecidos à magistratura nacional em 2019 e a Paraíba será beneficiada por meio da parceria ESMA/ENM, que vai se tornando habitual e cada vez mais positiva”.

A meta é oferecer cursos em que os magistrados não apenas reciclem e aprofundem conhecimentos para o exercício da jurisdição, mas que também incorporem o papel de agentes de mudança social e política, para além dos autos de processo e dos compêndios de jurisprudência.

Participaram também da reunião o vice diretor-presidente, Marcelo Piragibe; e os coordenadores Ana Conceição Barbuda; Angelo Bianco Vettorazzi; Fernando José Armando; Marcos Alaor Diniz e Rafael Brumana.

Publicado em 5 de novembro de 2018

Perguntas Relacionadas

Confira as vantagens

Cadastrados no Portal Justiça podem ter seu perfil profissional. Com um endereço exclusivo jurista.me/seunome. Seu perfil servirá para você ser encontrado por possíveis clientes através do Portal Justiça. Nele é possível informar suas áreas de atuação, mostrar sua trajetória, adicionar informações de contato e muita coisa ainda está por vir!

Para quem não é jurista, pode retirar suas dúvidas com os juristas do Portal Justiça na seção de perguntas.

Além disso, juristas terão acesso a notificações em Diários da Justiça sem nenhum custo. Para mais informações clique aqui

Temos muitas novidades ainda por vir, cadastre-se para receber notificações dos nossos lançamentos.

Abaixo um exemplo de como pode ficar seu perfil profissional no portal justiça:

Clique aqui para fazer o seu cadastro