Amepa: nota de apoio à juíza Ana Carolina Barbosa Pereira

São mais de 100 milhões de processos no Brasil para um número inexpressivo de menos de 20 mil juízes.

A AMEPA, entidade de classe que congrega os Magistrados Estaduais, diante dos recentes fatos relacionado à sua associada, Exma. Sra. Dra. Ana Carolina Barbosa Pereira, vem a público expor o seguinte:

A AMEPA acompanha com muita atenção todos os fatos que envolvem a presente situação e prestará integral apoio à Magistrada, que, inclusive, já postulou licença médica a fim de se submeter ao tratamento necessário.

A AMEPA, na oportunidade, conclama os Tribunais e demais entidades de classe de Magistrados e Membros do Ministério Público a atentarem para a saúde dos Magistrados e Promotores de Justiça, que, incansavelmente, submetem-se a enorme carga de trabalho e a toda sorte de cobranças por cumprimento de metas, o que contribui para que sejam acometidos por doenças relacionadas ao trabalho.

A AMEPA ratifica que o tema é importante e precisa ser enfrentado a fim de que Juízes e Promotores de Justica, que tantos serviços prestam ao País, possam receber os cuidados necessários a fim de que não adoeçam, fato este, inclusive já reconhecido pelo renomado autor Augusto Koury, em seu livro: Ansiedade – Como Enfrentar o Mal do Século, quando referiu:

“… gostaria de ressaltar duas: a dos juízes (magistrados) e a dos promotores de justiça. É surpreendente que os governos federal e estaduais do país não atentem para a qualidade de vida desses diletos profissionais. Os juízes parecem enxugar gelo sob o sol do meio-dia numa sociedade conflituosa, que, vitimada pela SPA e pelas armadilhas da mente, tem pouca habilidade para proteger sua emoção e resolver conflitos pacificamente, optando por instrumentos jurídicos processuais. São mais de 100 milhões de processos no Brasil para um número inexpressivo de menos de 20 mil juízes. Incontáveis magistrados, justamente por serem altruístas, destroem sua saúde física e emocional trabalhando à noite, sacrificando suas famílias, seus finais de semana e até seus feriados.
Muitos deles, além disso, sofrem com ameaças externas; mas o primeiro e pior inimigo é mesmo o que vem de dentro, decorrente do esmagamento da qualidade de vida pela sobrecarga do trabalho intelectual exercido. A Síndrome do Pensamento Acelerado os leva a ter fadiga ao acordar, cefaleia, dores musculares, ansiedade, sofrimento por antecipação, transtorno do sono, déficit de memória. Como teremos uma sociedade justa e fraterna se somos injustos exatamente com aqueles que se encarregam de fazer justiça? É necessário dar atenção a todos os profissionais do sistema judiciário”. (Ansiedade – Como Enfrentar o Mal do Século, Cury Augusto). Lev Saraiva

A AMEPA ratifica que está prestando e prestará todo auxílio à sua associada, a qual, neste instante, necessita de apoio institucional, ante os relevantes serviços prestados ao Judiciário e sociedade Paraense.

Belém, 04 de outubro de 2018

DIRETORIA EXECUTIVA DA AMEPA

Publicado em 5 de outubro de 2018

Perguntas Relacionadas

Confira as vantagens

Cadastrados no Portal Justiça podem ter seu perfil profissional. Com um endereço exclusivo jurista.me/seunome. Seu perfil servirá para você ser encontrado por possíveis clientes através do Portal Justiça. Nele é possível informar suas áreas de atuação, mostrar sua trajetória, adicionar informações de contato e muita coisa ainda está por vir!

Para quem não é jurista, pode retirar suas dúvidas com os juristas do Portal Justiça na seção de perguntas.

Além disso, juristas terão acesso a notificações em Diários da Justiça sem nenhum custo. Para mais informações clique aqui

Temos muitas novidades ainda por vir, cadastre-se para receber notificações dos nossos lançamentos.

Abaixo um exemplo de como pode ficar seu perfil profissional no portal justiça:

Clique aqui para fazer o seu cadastro